×
Voltar para o Blog

Cinema e Marketing: como o digital influencia as produções?

80 20 Marketing - 13/04/2022
Cinema e Marketing - fonte: JapanTimes/Lionsgate

Cinema e Marketing Digital: será que essa história tem final feliz? O que muitos não sabem, é que estes dois grandes setores mundiais se relacionam constantemente entre si, afinal um filme precisa gerar necessidade e atrair o público – uma função do Marketing – e em contrapartida, as marcas podem se beneficiar das produções para produzir conteúdo e estratégias.    

Vejamos mais sobre esta relação entre o Cinema e o setor do Marketing e como um pode se influenciar com o outro. Convidamos, então, Denis Feliz (Gerente de Audiovisual da agência 80 20) para falar sobre o assunto e o demonstrar seu ponto de vista. 

 

Cinema e o mundo digital

Para que um filme seja considerado um sucesso de bilheteria o mesmo precisa lucrar o dobro do valor investido, sabendo disso, um ponto importante sobre as produções cinematográficas é que a maior fatia do orçamento de um filme está destinada ao marketing.

Atualmente isto se agrava devido a grande quantidade de conteúdos disponíveis no crescente mercado de canais de streaming, sendo assim, as produtoras têm muito trabalho e investimento para que seu filme chame atenção em meio de tanto conteúdo disponível.

Para se ter uma ideia, o filme Vingadores Ultimato que teve um orçamento de 356 milhões de dólares, mesmo sendo um filme muito esperado e com público quase garantido, 200 milhões de dólares desse valor é destinado a divulgação.

As redes sociais têm um papel muito importante no sucesso de um filme, visto que um simples lançamento de trailer é “combustível” para milhares de sites, blogs, canais de youtube etc. Isso é tão verdade que o jeito de se fazer trailers mudou, pois os criadores de conteúdo estão analisando frame a frame os trailers para tentar adivinhar cada detalhe do enredo do filme sem contar com os seguidores que entram no jogo fazendo suas próprias teorias sobre como o filme será, fora a infinidade de os memes que são criados e semeados por toda websfera.

 

Os desafios enfrentados pelo Cinema no mundo digital 

Todos sabemos que a internet é perigosa e tudo deve ser feito com muito cuidado, pois o tiro pode sair pela culatra e o filme ou série pode ser massacrado e até cancelado. Um exemplo disso é o filme SONIC que em poucas horas após exibição do trailer foi adiado para que o personagem principal fosse refeito pois a internet não gostou do formato dos olhos do ouriço azul. 

Cinema e Marketing (Sonic_fonte_Netflix)
Cinema e Marketing (fonte_Unplash)

Há ainda outros desafios que surgem após os últimos dois anos de pandemia: como conseguir levar um público online para consumir um produto fora das redes? Sobre esse tema, Denis afirma: “Isso tudo é muito novo e as produtoras estão experimentando vários formatos para descobrir qual é o mais lucrativo. Podemos notar isso observando os canais de streaming que estão variando a forma de divulgar seus conteúdos, alguns lançam os episódios tudo de uma vez, outros semanalmente, já existem tentativas de lançar os primeiros episódios no cinema e os demais online.’’

O Gerente de Audiovisual ainda completa: “O mercado audiovisual está testando, mas arrisco dizer que estamos em um processo de transição, pois a população está preferindo assistir filmes em casa por ser mais barato e confortável, principalmente depois da pandemia, a qual acelerou esse processo.”

 

As marcas e as produções cinematográficas 

Entendemos que a influência do mundo digital no setor cinematográfico é bem grande, mas por que não expandir o nosso olhar para outra perspectiva? Será que, analisando o lado do marketing, as marcas podem aproveitar os lançamentos de filmes como fonte de inspiração para produzir estratégias e conteúdos?

‘‘Sabendo que as produtoras estão investindo pesado no marketing de um filme, concluímos que muitas pessoas estão sendo impactadas com isso, o que podemos fazer é tentar pegar carona no hype e tentar encaixar o que temos que vender ou divulgar. Tomando cuidado com direitos autorais, claro.’’ afirma Denis.

O Gerente de Audiovisual aponta ainda como é possível o setor do Marketing se inspirar na indústria cinematográfica: ‘‘Um caminho interessante é que um filme pode servir de ferramenta para identificar um público alvo. Quais interesses tem um fã de “Velozes e Furiosos”? e os fãs de  “La La Land” ? O que eles também gostam? O que compram? O que vestem? E por aí vai.’’ Desta forma, as marcas podem estreitar relações com o público, cumprindo o seu papel de entregar aos consumidores aquilo que mais desejam.’’

Parece então, que ambos os setores conversam muito bem entre si, e assim, vivem felizes para sempre… Ou quase, até encontrarem os desafios do tão temido Metaverso. Mas isso é papo para outro dia. Se quiser ficar por dentro de novidades sobre esta temática e outras, continue nos acompanhando por aqui!